Siga-nos

Entre em contato +55 11 3197-0320

 

Gamificação: O Jogo da Vida

LoySci > Gamificação e engajamento  > Gamificação: O Jogo da Vida

Gamificação: O Jogo da Vida

Como utilizar técnicas de jogos para tornar as atividades do dia a dia mais atrativas e divertidas

É inegável que os seres humanos adoram jogos. Os jogos olímpicos foram criados pelos gregos. Já os romanos lançavam seus gladiadores aos leões para o delírio do público. O futebol é um esporte tão fascinante que exércitos inteiros já pararam guerras para assistir partidas.

Então, nada mais natural, que transferir esse fascínio por jogos para o mundo real, visando atingir objetivos, conquistar adesões e motivar equipes.

Gamificação é a tradução do inglês Gamification. Trata-se da aplicação de elementos de jogos e técnicas de design de jogos para problemas reais, que podem ser aplicadas, tanto para o meio corporativo, quanto para a vida social. A técnica permite transformar momentos como exercícios na academia ou compras em uma loja em algo parecido com um jogo, no qual é possível conquistar pontos e colher recompensas.

A Gamificação é utilizada para aumentar o engajamento e despertar a curiosidade dos usuários (entre outras mecânicas trabalha recompensas, que são fundamentais para despertar o interesse e fazer o usuário mergulhar nas situações propostas), potencializando a consciência do usuário sobre um produto ou uma ideia. Quando a pessoa está na condição de jogador, sua atitude e postura mudam completamente, se comparadas ao seu estado enquanto “não jogador”.

A estratégia tem conseguido cada vez mais espaço na sociedade, sendo utilizada inclusive em aplicativos, livros, campanhas, sites e tem se tornado uma ferramenta envolvente para comprometer os jogadores que participam, distribuindo gratificações tangíveis e intangíveis cada vez mais atraentes.

O X da questão: a Gamificação não é um jogo de entretenimento. O objetivo da sua adoção nas empresas é a melhoria de performance, usando a motivação e o feedback em tempo real para o aumento do engajamento e o alcance de objetivos individuais ou organizacionais.

O que a Gamificação faz é tornar tarefas cotidianas muito mais prazerosas. Seu potencial pode ser considerado imenso: funciona para despertar interesse, aumentar a participação, desenvolver criatividade e autonomia, promover diálogo, resolver problemas, etc. É uma ferramenta poderosa para engajar os indivíduos, trazer mais cor a atividades comuns do cotidiano.

Uma grande vantagem do modelo é que ele reforça características positivas do ser humano: cooperação, competitividade, progresso, reconhecimento social, etc. Quando adotada em empresas, a Gamificação estimula a disputa sadia entre os funcionários/clientes, estabelece metas adequadas ao nível hierárquico de cada um, cria fases e gera diferentes formas de reconhecimento.

A Gamificação é uma estratégia que deve estar alinhada aos objetivos do negócio. Para serem competitivas, as marcas devem mostrar o seu propósito, criar experiências e tratar os público-alvo como indivíduos, personalizando todo o ciclo de interação.

Sua aplicação demonstra que a diversão é a maneira mais leve para impactar positivamente em mudanças de comportamento e inclusive fomento à novos hábitos. Afinal, aprender coisas novas e buscar uma melhoria constante faz parte da natureza humana.